Governo alemão aprova criação de banco de dados antiterrorista

O governo alemão decidiu nesta quarta-feira em conselhode ministros criar um banco de dados com informação básica econfidencial de pessoas suspeitas de terrorismo e de redes de apoio. A decisão do executivo será apresentada em forma de lei aoBundesrat (Câmara de representação territorial) para sua aprovaçãoainda este ano. O escritório do porta-voz do governo informou que este banco dedados reunirá as informações dos diferentes corpos de polícia eserviços secretos, e, ao mesmo tempo, todas as forças de segurançapoderão ter acesso ele. As fontes destacaram que este uso comum levará a uma melhorcoordenação e efetividade nas operações. O banco de dados seráadministrado por um grupo de trabalho conjunto e seu acesso ao mesmoserá em dois níveis. O primeiro permite ter acesso de forma visível aos dados básicosdo suspeito - nome, sobrenomes, conhecido como, lugar de nascimentoe foto -, enquanto para ter acesso ao segundo nível de informação -dados bancários, placa de carro, números de telefone, antecedentesou periculosidade - será necessário apresentar um pedido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.