Atta KENARE / AFP
Atta KENARE / AFP

Governo americano anuncia novas sanções ao Irã

Os alvos das novas penalidades americanas são 20 entidades acusadas de estarem vinculadas e financiarem a força paramilitar Basij

O Estado de S.Paulo

16 de outubro de 2018 | 20h18

WASHINGTON - O governo dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira, 16, a imposição de novas sanções ao Irã, desta vez, contra cerca de 20 entidades acusadas de estarem vinculadas e financiarem a força paramilitar Basij.

As medidas foram estabelecidas pelo Departamento do Tesouro a empresas e instituições que atuam em diferentes áreas, de acordo com as autoridades americanas, dando suporte econômico à milícia, apontada como braço da Guarda Revolucionária do Irã.

Todas as afetadas pela sanção divulgada hoje estão localizadas no território iraniano e integram a Fundação Cooperativa Basij, que seria composta por empresas fantasmas, atuando com objetivo de ocultar os interesses do grupo paramilitar.

Essas companhias, segundo o Departamento do Tesouro, mantêm importantes negócios no Oriente Médio e Europa, e atuam em setores automobilístico e de mineiração do Irã.

De acordo com o governo americano, a proposta das medidas é limitar a assistência financeira do Basij, já que a rede de empresas representaria uma indústria multidisciplinar de bilhões de dólares, embora o montante exato não tenha sido revelado.

As penas contemplam o bloqueio de qualquer ativo que essas entidades tenham em território americano, além da proibição de transações com empresas ou pessoas nos EUA, por isso, também afetariam qualquer banco do país que faça negócio com os sancionados.

Em novembro, entrará em vigor a segunda rodada de medidas contra o Irã, afetando as transações com o Banco Central do país asiático e do setor petrolífero, vital para a economia local. / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.