Ken Cedeno/Reuters
Ken Cedeno/Reuters

Governo americano processa o Texas por lei que proíbe aborto no Estado

"A lei é claramente inconstitucional", disse o procurador-geral, Merrick Garland, em coletiva de imprensa.

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2021 | 17h20

WASHINGTON - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos apresentou nesta quinta-feira , 9, uma ação contra o estado do Texas por sua nova lei que proíbe a prática do aborto depois das seis semanas de gestação.

"A lei é claramente inconstitucional", disse o procurador-geral, Merrick Garland, em coletiva de imprensa.

"O Departamento de Justiça tem a obrigação de defender a Constituição dos Estados Unidos e o Estado de direito", disse.

"Hoje cumprimos esse dever, ao apresentar a ação", acrescentou.

A medida ocorre depois que o presidente Joe Biden condenou a negativa da Suprema Corte de bloquear a lei antiaborto do Texas e prometeu lançar um "esforço de todo o governo" para revogá-la./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.