Governo aprova novas casas em assentamento

O governo de Israel aprovou a construção de 1,2 mil novas casas no assentamento de Gilo, na periferia de Jerusalém Oriental, informaram organizações locais à agência France Presse. "Somente nos últimos sete dias, Israel aprovou 5.350 unidades, um ritmo sem precedentes desde 1967", disse o advogado Daniel Seidemann, diretor da ONG Terrestrial Jerusalem, que monitora a expansão dos assentamentos israelenses no leste da cidade. O bairro de Gilo fica no território de maioria árabe anexado por Israel em 1967.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.