Governo argentino troca armas, legais ou não, por dinheiro

Serão pagos entre 100 e 450 pesos por armas, dependendo do modelo

Agencia Estado

19 Junho 2007 | 11h05

A Argentina lançou nesta sexta-feira, 15, um plano para trocar armas de fogo, legais ou ilegais, por dinheiro, numa anistia que provocou controvérsia entre a população. Os argentinos terão seis meses para entregar as armas, e vão receber por elas entre 100 e 450 pesos, dependendo do tipo de arma. "Queremos reduzir a quantidade de armas nas mãos de civis, reduzir o número de acidentes e sensibilizar a sociedade sobre os riscos da posse de armas", disse o ministro do Interior, Aníbal Fernández. Segundo a ONG Rede para o Desarmamento, um em cada 10 lares argentinos possui arma de fogo, e 65% das mortes por armas de fogo são conseqüências de acidentes, suicídios ou conflitos pessoais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.