Governo atua no Paquistão para conter enchentes

Especialistas construíram barragens na região central do Paquistão para desviar rios e salvar cidades das enchentes que já mataram centenas de pessoas, informaram autoridades neste sábado.

Estadão Conteúdo

13 de setembro de 2014 | 09h44

Autoridades civis e militares têm utilizado helicópteros e barcos para retirar pessoas de áreas de risco desde o início do mês, quando enchentes causadas pela temporada de monções atingiram o Paquistão e a região da Caxemira, que é dividida com a Índia.

Em comunicado divulgado neste sábado, o Exército paquistanês afirmou que ainda está deslocando pessoas e fornecendo alimentos nas cidades de Multan, Muzaffargarh e Jhang. Equipes médicas também foram convocadas.

Ahmad Kamal, porta-voz da gerência do governo para desastres naturais, afirmou que as chuvas e enchentes já mataram 280 pessoas e feriram mais de 500 no Paquistão e na Caxemira. Segundo ele, mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Paquistãoenchentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.