Governo autônomo curdo exporta petróleo no Iraque

Pela primeira vez na história, o governo autônomo do Curdistão iraquiano conseguiu exportar com o êxito o petróleo exportado na região, apesar da oposição dos Estados Unidos e do governo oficial do Iraque. Os curdos informaram nesse sexta-feira que 1 milhão de barris produzidos na região e exportados através do porto de Ceyhan, na Turquia, "foram entregues com segurança". Os compradores não foram revelados.

Agência Estado

21 de junho de 2014 | 12h50

Segundo funcionários do terminal, os barris foram descarregados em um porto israelense. O Departamento de Estado norte-americano confirmou a entrega, criticando a venda unilateral da região autônoma, sem a aprovação de Bagdá e sem a notificação dos compradores. "A exportação ou venda de petróleo, na ausência de aprovação apropriada do governo iraquiano expõe os envolvidos a riscos legais potencialmente graves", disse um porta-voz do Departamento ao Wall Street Journal.

O governo do Iraque teme que a venda direta do petróleo pela região curda possa abrir espaço para os movimentos separatistas no país. A gestão do primeiro-ministro primeiro-ministro Nouri al-Maliki é alvo do descontentamento das minorias curda e sunita. No norte do Iraque, militantes sunitas já entraram em combate contra o exército xiita e tomaram importantes regiões, como uma passagem na fronteira com a Síria. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolênciapetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.