AP
AP

Governo brasileiro elogia acordo sobre programa nuclear iraniano

O Itamaraty afirmou em nota que 'as presentes tratativas constituem oportunidade que deve ser plenamente aproveitada'

Lisandra Paraguassu, O Estado de S. Paulo

02 de abril de 2015 | 20h16

BRASÍLIA - O governo brasileiro saudou, em nota, o acerto feito hoje entre Irã e os chamados grupos do P5+1 - Alemanha, China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia, afirmando que vê "com satisfação" a definição dos parâmetros para um futuro acordo sobre o programa nuclear iraniano. 


"O governo brasileiro tem consistentemente reiterado que não há alternativa a uma solução negociada para essa questão e que as presentes tratativas constituem oportunidade que deve ser plenamente aproveitada para se chegar a uma solução duradoura para a matéria", diz o texto. 

O acordo sobre a questão nuclear iraniana ainda é um ponto problemático para o Itamaraty. Os diplomatas brasileiros defendem que o acordo assinado há cinco anos entre Brasil, Irã e Turquia, que previa o enriquecimento de urânio fora do Irã para fins medicinais, era melhor que esse que está sendo construído agora, e que perdeu-se há cinco anos. 

O acordo, promovido pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cumpria as metas pedidas pelo presidente americano Barack Obama. No entanto, depois de anunciado, o governo americano voltou atrás e denunciou o acordo como uma interferência. A avaliação do então chanceler Celso Amorim é de que o governo americano ainda achava que poderia vencer o Irã com sanções, o que não aconteceu. 

Tudo o que sabemos sobre:
Irãacordo nucleargoverno brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.