(Photo by Gian MASKO / AFP)
(Photo by Gian MASKO / AFP)

Governo brasileiro parabeniza Castillo por vitória no Peru

Esquerdista derrotou Keiko Fujimori em disputa conturbada

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2021 | 20h41

O governo brasileiro cumprimentou nesta terça-feira, 20, o novo presidente do Peru, Pedro Castillo, fazendo “votos de êxito” ao seu mandato.

Em breve nota publicada online, o Itamaraty cita laços de cooperação entre os dois países e afirma estar disposto a trabalhar em prol do bem-estar dos dois países e de toda a região.

Castillo foi proclamado presidente na segunda-feira, 19, mais de um mês após a realização das eleições. A confirmação de sua vitória veio após a Justiça Eleitoral do país analisar e indeferir recursos do partido opositor, Fuerza Popular, liderado pela direitista Keiko Fujimori, que alegou fraude nas eleições.

A espera de seis semanas desde a eleição de 6 de junho levou o Peru a um clima de incerteza e tensão política, com atos de rua de partidários de ambos os lados.  

Pouco antes do anúncio da vitória, Keiko prometeu que reconheceria o resultado, embora tenha chamado a proclamação de “ilegítima”. Observadores internacionais informaram que as eleições ocorreram de forma justa, transparente e livre.

Castillo é um professor de escola rural que saiu do anonimato há quatro anos como líder de uma greve nacional de professores. De esquerda, aliou um discurso anti-pobreza com um moralismo conservador. Castillo deve formar seu gabinete até o dia 28 de julho, quando será empossado.

Confira a nota na íntegra: 

O Governo brasileiro cumprimenta o senhor José Pedro Castillo Terrones por sua eleição à Presidência da República do Peru. Ao reafirmar a importância dos tradicionais laços de amizade e cooperação entre Brasil e Peru, o Governo brasileiro faz votos de êxito ao Presidente Castillo no desempenho do seu mandato e manifesta a disposição em seguir trabalhando em prol do bem-estar dos dois países, na defesa da liberdade e da democracia, e de toda a região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.