Governo britânico ameaça investigar BBC

Secretária de Cultura diz que emissora pode ser alvo de inquérito no escândalo que envolve apresentador acusado de pedofilia

LONDRES, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2012 | 02h05

O governo britânico ameaçou ontem investigar a rede BBC em razão do silêncio sobre a conduta do apresentador do canal Jimmy Savile, morto em 2011 e acusado de pedofilia. De acordo com a secretária de Cultura da Grã-Bretanha, Maria Miller, uma investigação pode ser lançada caso a rede não consiga descobrir como o comportamento de Savile, suspeito de abusar de mais de 300 crianças e adolescentes, tenha passado desapercebido.

"O verdadeiro desafio da BBC é ter a certeza de que o resultado dessas sindicâncias internas vão ao fundo das acusações", disse a secretária ao jornal Sunday Telegraph. "Se as investigações forem consideradas insuficientes, em razão de dúvidas sobre sua transparência, um inquérito público permanece como opção."

Há duas sindicâncias em curso na BBC sobre o caso de Savile. A primeira investiga se o apresentador usou sua fama no canal para ter acesso às vítimas e se uma cultura de silêncio dentro da emissora contribuiu para que seus crimes não fossem denunciados. A segunda analisa se a direção do canal decidiu barrar uma investigação jornalística sobre os crimes de Savile às vésperas de uma homenagem da BBC a ele após sua morte.

Inquéritos públicos são raros na Grã-Bretanha. São instituídos pelo governo para investigar denúncias graves. Seus membros têm o poder de convocar testemunhas e de analisar documentos. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.