Justin Tallis/AFP
Justin Tallis/AFP

Governo britânico envia quase mil soldados para ruas de Londres

Inicialmente, eles se concentrarão na capital britânica, mas segundo a ministra do Interior, Amber Rudd, um total de 3,8 mil soldados poderão ser despachados também para outras cidades

O Estado de S.Paulo

24 Maio 2017 | 17h28

LONDRES - O governo britânico enviou nesta quarta-feira, 24, 984 soldados para patrulhar as ruas de Londres após o ataque terrorista em Manchester, na terça-feira. Inicialmente, eles se concentrarão na capital britânica, mas segundo a ministra do Interior, Amber Rudd, um total de 3,8 mil soldados poderão ser despachados também para outras cidades.

Os soldados foram despachados para reforçar a segurança no Parlamento, na residência oficial da primeira-ministra, Theresa May, em Downing Street e para a sede da Polícia de Londres, na New Scotland Yard. 

Ainda em Londres, a tradicional cerimônia de Troca de Guardas no Palácio de Buckingham, que atrai centenas de turistas todos os dias, foi cancelada por requerer grande apoio policial. Segundo autoridades, não é um bom momento utilizar esses recursos agora que o país está em alerta máximo para terrorismo. 

A cantora pop americana Ariana Grande, cujo show em Manchester foi o alvo do ataque terrorista, cancelou outra apresentação que ela faria na Arena O2 em Londres esta semana. Representantes da artista disseram que toda sua turnê foi suspensa por enquanto. 

O clube Chelsea, em respeito às vítimas do atentado, também suspendeu a festa que faria em comemoração pelo título do Campeonato Inglês que estava marcado para o próximo domingo, pelas ruas de Londres. / Reuters 

 

Mais conteúdo sobre:
Reino Unido Grã-Bretanha Terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.