Governo britânico quer tribunais secretos contra o terror

O governo britânico informou que considera a possibilidade de dar às cortes do país poder para julgar supostos terroristas em segredo e sem a necessidade de jurados - uma proposta condenada por grupos que lutam pelas liberdades civis.O secretário do Interior britânico, David Blunkett, publicou hoje um relatório que sublinha as mudanças desejadas pelo governo nas leis antiterrorismo do país. Entre elas, encontram-se os julgamentos secretos e as sentenças sem a necessidade de uma "prova indubitável". O grupo de direitos civis Liberty disse que tal plano é "totalmente inaceitável" e que não contribuirá para "aumentar a segurança do país". Falando a uma agência de notícias indiana, ontem, durante visita a Nova Délhi, Blunkett disse que as autoridades britânicas precisam de mais poder para agir diante de informações de inteligência, ao mesmo tempo em que protegem suas fontes. Blunkett disse também esperar que a nova legislação seja aprovada antes das próximas eleições nacionais, que deverão ocorrer em meados de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.