Governo Bush denunciará relatório iraquiano

A administração George W. Bush vai denunciar lacunas, omissões e outros problemas com a declaração de armas do Iraque, o que coloca os EUA em rota para uma possível guerra contra Saddam Hussein no início do próximo ano. O Iraque agora está em ?flagrante violação? de seus compromissos internacionais, disse um alto funcionário do governo americano. Numa declaração protocolada em oito de dezembro nas Nações Unidas, o Iraque nega possuir armas de destruição em massa, e a existência de programas para produzi-las. Tendo estudado o relatório iraquiano de 12.000 páginas, autoridades do governo Bush passaram a considerar o texto iraquiano como muito abaixo do que foi exigido pelas resoluções da ONU que exigem o desarmamento do país. Após dias de debate intenso, o presidente Bush ordenou ao secretário de Estado Colin Powell que apresentasse o caso dos EUA contra o Iraque ainda nesta tarde. Os EUA se dizem capazes de refutar a alegação do Iraque, de não ter armas de destruição em massa.

Agencia Estado,

19 Dezembro 2002 | 16h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.