Governo chileno concede aposentadoria a 14 mineiros

O governo do Chile concedeu aposentadoria precoce a 14 dos 33 mineiros que sobreviveram a mais de dois meses nas profundezas de uma mina desmoronada no ano passado. Os 14 citaram motivos físicos e psicológicos para pararem de trabalhar e cada um receberá uma pensão vitalícia correspondente a US$ 540 mensais.

Agência Estado

30 de agosto de 2011 | 20h51

A primeira-dama do Chile, Cecilia Morel, entregou pessoalmente os documentos aos 14 mineiros em uma cerimônia nesta terça-feira na cidade de Copiapó, perto do local onde fica a mina. Os mineiros sobreviveram 69 dias no fundo da mina, 700 metros abaixo da superfície. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilemineiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.