Governo chileno diz que retirada de mineiros pode começar em 15 dias

33 trabalhadores estão presos em uma mina desde 5 de agosto; operação deve acabar em novembro

estadão.com.br,

28 de setembro de 2010 | 13h59

SANTIAGO - Uma fonte do ministério do Interior do Chile disse nesta terça-feira, 28, à agência France Presse que dentro de 15 dias 'tudo estará pronto' para o resgate dos 33 trabalhadores presos desde 5 de agosto em uma mina de ouro e cobre no deserto do Atacama. As últimas previsões do governo eram de que os trabalhadores seriam resgatados em novembro.

 Veja também:

especialInfográfico: animação mostra como será o resgate

especialLinha do tempo: os piores acidentes da década

 

"Em 15 dias estaremos preparados para começar o resgate. Mas isso não quer dizer que ele comece logo em seguida", disse o porta-voz do ministério do Interior Cristian Barra.

De acordo com as equipes de resgate, as duas perfuradoras que ainda precisam chegar aos mineiros têm avançado, em média, 50 metros por dia, e de. Nas próximas duas semanas, a cápsula que resgatará os mineiros será montada.

A perfuradora responsável pelo 'plano B' terminou a escavação em 17 de setembro e agora faz o trabalho de alargar o diâmetro do túnel de 15cm para 70 cm.

A máquina que trabalha no 'plano A' alcançou 508 metros, dos 703 necessários, e também terá de aumentar o diâmetro da escavação de 38 cm para 70 cm. O 'plano C', último a ser montado, escava a uma profundidade de 110 metros e já tem o diâmetro necessário. Sua meta é chegar a 597 metros.

Segundo o chefe do resgate, André Sougarret, o final do resgate deve ser concluído em novembro

"Tenho de insistir que tivemos problemas na perfuração e as máquinas podem ser paralisadas novamente. Não conhecemos totalmente a geologia da mina, por isso não podemos afirmar que o resgate poderá ser antecipado", disse.

Os 33 mineiros sobreviveram por 19 dias com uma dieta racionada de duas colheres de atum enlatado, um gole de leite e meio biscoito a cada 48 horas, até serem descobertos pelas autoridades.

O único canal de comunicação com o exterior tem 15 centímetros de diâmetro. É por lá que as equipes de resgate começaram a enviar soro e rações de proteína e glicose, semelhantes às consumidas por astronautas. Dentro da mina, os mineiros contam com acesso à água e canais de ventilação.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilemineiros no Chile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.