Governo chinês afirma que a calma voltou às áreas conflituosas

Milhares de tropas foram desdobradas nessas zonas,embora a China não tenha reconhecido o fato

EFE,

23 de março de 2008 | 02h27

O "ordem social" está voltando à normalidade nas regiões tibetanas das províncias de Sichuan e Gansu após os distúrbios do fim de semana passado, informou neste domingo a agência oficial de notícias "Xinhua". Milhares de tropas foram desdobradas nessas zonas, segundo asseguraram grupos de ativistas e organizações defensoras dos direitos humanos, embora a China não tenha reconhecido o fato até agora. Segundo a "Xinhua", em um dos condados mais problemáticos, o de Aba em Sichuan, os mercados já estão abertos, os departamentos das principais empresas "funcionam normalmente", e as escolas reabrirão suas portas nesta segunda-feira. Em Gansu, no condado de Xiahe, a situação também volta à calma após as desordens do dia 15. "O pesadelo terminou. Tudo parece ter ficado no passado", disse à "Xinhua" o dono de uma loja na região. Enquanto isso, a imprensa oficial chinesa continua sua campanha contra a imprensa estrangeira.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.