Governo chinês destina US$ 5 milhões em ajuda por inundações

O Governo chinês destinou US$ 5 milhões em ajuda de emergência ao sul do país, onde as inundações deixaram mais de cem mortos, segundo o site do Executivo.Além disso, uma equipe do Conselho de Estado, com pessoal de diferentes ministérios, viajou para as regiões afetadas para coordenar os trabalhos de emergência.Nas últimas horas, a cidade de Wuzhou, na região litorânea de Guangxi, foi uma das mais afetadas pelas inundações, com chuvas torrenciais que mataram pelo menos 14 pessoas e deixaram mais de 27 feridos. Vinte mil pessoas tiveram que sair de suas casas.Os deslizamentos de terra causados pelas chuvas destruíram duas mil casas e inutilizaram ruas e estradas. Segundo os últimos números do Ministério de Assuntos Civis, as inundações mataram desde o fim de maio pelo menos 94 pessoas.Quinhentas mil pessoas foram evacuadas de suas casas e doze milhõesestão desabrigadas nas províncias meridionais do país.A mais afetada continua sendo Fujian, no litoral sudeste, onde 45pessoas morreram, seguida por Guangxi e Guizhou, com 15 e 11 mortos,Respectivamente.A estação de chuvas chinesa costuma causar todos os anos, entrejunho e setembro, grandes danos pessoais e materiais, sobretudo nosul do país, um fenômeno que está se agravando devido à mudançaclimática e ao desenvolvimento econômico desenfreado, segundo osAnalistas.No ano passado, os desastres naturais (terremotos, tufões einundações) deixaram pelo menos 2.475 mortos na China, o número maiselevado dos últimos quatro anos, além de milhões de evacuados enumerosas perdas materiais, segundo dados oficiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.