Governo chinês envia mensagem parabenizando Raúl Castro

Nota enfatizou o avanço das relações entre Cuba e China e a comparou a uma 'amizade entre irmãos'

Agência Estado e Associated Press,

27 de fevereiro de 2008 | 14h56

O presidente chinês, Hu Jintao, e o primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, enviaram nesta quarta-feira, 27, congratulações ao novo presidente de Cuba, Raúl Castro, num sinal da crescente amizade entre os dois países comunistas remanescentes.   Veja também: Leia a cobertura completa sobre a sucessão de Fidel Após 49 anos, Fidel Castro renuncia à Presidência Raúl Castro torna-se guardião da revolução   Na mensagem de parabenização a Raúl Castro, foi enfatizado que a relação entre Cuba e China tem avançado desde o estabelecimento de laços diplomáticos, há 48 anos, e agora seria a relação seria como "uma amizade entre irmãos."   China e Cuba eram antagonistas durante a divisão sino-soviética do mundo comunista na era da Guerra Fria, mas a relação melhorou depois do fim da União Soviética em 1991.   Sob a liderança de Raúl Castro, o povo cubano fará "novas conquistas no grande curso da revolução e da construção socialista", afirmou o governo chinês na mensagem.   O comércio entre Cuba e China aumento para US$ 1,8 bilhão em 2006, segundo dados chineses. Foi ampliado o comércio bilateral da exportação chinesa de ônibus, locomotivas, equipamento agrícola e bens de consumo para Cuba. Pequim ainda tem oferecido generosos empréstimos à ilha.  

Tudo o que sabemos sobre:
CubaFidelRaúl CastroChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.