Governo colombiano propõe trégua de seis meses às Farc

O governo colombiano propôs um pacto para estabelecer uma trégua de seis meses, sob verificação internacional, com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), para deixar a salvo a população civil e abrir caminho para a negociação das questões econômicas e sociais."O país está pedindo a paz e o silêncio dos fuzis, e as Farc não podem ter ouvidos surdos frente a este grande chamado nacional", diz o documento sobre o cessar-fogo e o fim das hostilidades, entregue ontem à guerrilha e divulgado hoje pelo governo local.A proposta foi apresentada enquanto ocorre uma ofensiva generalizada da guerrilha que já deixou dezenas de mortos, torres de energia derrubadas, oleodutos e aquedutos dinamitados, atentados à bomba e ataques contra pequenos povoados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.