Governo critica enviado da ONU e Liga Árabe

A Síria acusou ontem o enviado internacional da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, de ser flagrantemente tendencioso em suas avaliações, o que levantou dúvidas sobre por quanto tempo o mediador poderá manter a missão. O Ministério das Relações Exteriores da Síria reagiu a declarações de Brahimi na quarta-feira, nas quais ele descartou a possibilidade de o ditador Bashar Assad ter um papel em um eventual governo de transição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.