Governo da Colômbia apóia ultimato de Bush

O governo do presidente colombiano Alvaro Uribe Vélez reiterou hoje, por escrito, seu apoio aos EUA em sua ação militar contra o Iraque e indicou que o "não-cumprimento (pelo Iraque) das resoluções do Conselho de Segurança" representa uma "séria ameaça" para a "paz e a segurança internacional". "O governo da Colômbia registrou com a maior atenção a declaração das ilhas Açores, emitida pelos mandatários da Espanha, EUA, Grã-Bretanha e Irlanda do Norte", diz um comunicado distribuído na noite de ontem pelo ministério das Relações Exteriores. "Este documento constitui um significativo aporte para enfrentar a séria ameaça que representa para a paz e a segurança internacional o continuado descumprimento das resoluções do Conselho de Segurança pelo Iraque", acrescenta o comunicado. No mesmo comunicado, além de apoiar a posição de Washington, o governo colombiano pede às Nações Unidas que concedam ao povo iraquiano "a assistência humanitária requerida" e à comunidade internacional que contribua para o objetivo de abrir (para os iraquianos) ?oportunidades de progresso".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.