Governo da Líbia culpa protesto por crise de combustível

O governo da Líbia afirmou que a crise de combustível em Trípoli é decorrência de protestos que bloquearam as estradas em direção ao porto de Zawiya, a principal fonte de gasolina refinada para Trípoli e a região Oeste do país, deixando os postos de gasolina sem fornecimento.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2014 | 18h40

Manifestantes usaram pilhas de sacos de areia para bloquear todas as ruas que servem de caminho para o porto. O protesto exigiu eleições antecipadas para a presidência e para o parlamento, além do aumento da segurança no Leste rebelde do país.

O governo classificou as ações dos manifestantes como "inaceitáveis" e disse que os petroleiros em Zawiya estavam prontos para serem descarregados. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaProtesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.