Governo da Macedônia recupera posições da guerrilha

O governo da Macedônia anunciou hoje que seu exército recuperou todas as posições-chave da guerrilha étnica albanesa nas montanhas deTetovo (noroeste do país) em uma ofensiva com tanques, artilharia e infantaria, realizada ao amanhecer para expulsar os guerrilheiros das posições tomadas por eles há 12 dias.As forças macedônias "expulsaram de forma completa aos terroristas que haviam tomado o controle de Kale", uma fortaleza medieval nas colinas de Tetovo, "e recuperam o controle de todo o setor sobre Kale e os povoados de Vence, Lavce e Gajre", informou a TV macedônia.As forças governistas enfrentaram fogo pesado dos rebeldes abrigados em seus esconderijos nas ladeiras, mas conquistaram as duas colinas na capital não oficial da capital albanesa da Macedônia. Várias casas e carros foram incendiados e uma coluna de fumaça negra espalhava-se pelo céu enquanto os dois lados trocavam disparos de metralhadora e tanques lançavam morteiroscontra as colinas.Os soldados atacaram várias casas suspeitas de abrigar os rebeldes, enquanto dois helicópteros metralhavam as colinas. Após tomar a aldeia de Gajre, as tropas se reagruparam e tomaramposições em Llavce, outra aldeia em poder dos rebeldes a 4 quilômetros do centro de Tetovo."As informações mostram que a operação ocorreu como planejado e tomamos todas as posições dos guerrilheiros", disse o primeiro-ministro Ljubco Georgievski à TV macedônia. "Os lugares onde eles ainda estão serão eliminados", acrescentou.O primeiro-ministro disse que não houve baixas entre as forças do governo, mas informou, sem entrar em detalhes, "que havia versões sobre dois ou três feridos". Funcionários do governo disseram que cinco civis e um policial ficaram feridos.Em Skopje, a capital macedônia, o assessor de Segurança Nacional, Nikola Dimitrov, prometeu que as tropas governamentais "farão o possível para proteger os civis". Segundo Dimitrov, "esta é uma luta contra os terroristas, não contra umacomunidade étnica. Empreendemos esta ação porque a existência do terrorismo a longo prazo põe em perigo os pilares do multietnia da Macedônia".A luta dos albaneses da macedônia tem sido vinculada à dos albaneses da província sérvia de Kosovo. Os rebeldes da macedônia dizem que lutam pelos direitos de sua minoria. Mas o governo os acusa de tentar obter a independência e de obterarmas e combatentes dos albaneses de Kosovo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.