Governo da Mauritânia sufoca golpe de Estado

Aturdidos, os moradores da capital da Mauritânia, no oeste da África, saíram de suas casas nesta terça-feira e viram tanques de guerra despedaçados e prédios crivados de balas, depois de o presidente informar que um golpe desfechado por militares rebeldes havia sido ?esmagado?.Soldados com metralhadoras patrulham as ruas de Nouakchott, sob controle de forças leais ao presidente Maaouya Sid´Ahmed Ould Taya, que chegou ao poder num golpe incruento, em 1984. Bancos e lojas reabriram, táxis e ônibus circulavam normalmente.Durante o fim de semana, os moradores da cidade refugiaram-se em suas casas, enquanto a batalha pelo controle do país era travada nas ruas. O combate arrefeceu na segunda-feira, e Ould Taya entrou em rede nacional de televisão para dizer que os militares rebeldes tinham sido derrotados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.