Governo da sérvia terá apoio do partido de Milosevic

O nacionalista moderado Vojislav Kostunica foi nomeado primeiro-ministro da Sérvia, depois de ter conseguido o apoio do partido de seu ex-rival Slobodan Milosevic, levando os aliados do suspeito de crimes de guerra, sob julgamento em Haia, para o centro político da turbulenta república dos Bálcãs. Com o respaldo do Partido Socialista, de Milosevic, Kostunica garantiu uma maioria no Parlamento sérvio de 250 cadeiras para a formação de um novo governo, e recebeu do presidente do Parlamento mandato para formar um gabinete até a semana que vem.Ivica Dacic, um líder dos socialistas, disse, depois de um encontro com Kostunica, que seu partido apoiará o governo, formado por quatro partidos que não teriam maioria sem os votos dos socialistas. Ao decidirem não integrar o novo gabinete, os socialistas terão liberdade de bloquear seu trabalho, votando contra o governo em decisões cruciais.A situação promete perpetuar a velha crise política da Sérvia e postergar ainda mais reformas necessárias para garantir a recuperação econômica. Também pode ficar comprometida a cooperação da Sérvia com o tribunal de crimes de guerra da ONU, em Haia, Holanda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.