Governo da Suíça tem maioria de mulheres pela 1ª vez

O Parlamento da Suíça elegeu nesta quarta-feira Simonetta Sommaruga como nova integrante do gabinete de governo. Com isso, as mulheres passaram a ocupar quatro dos sete postos do gabinete, tendo a maioria desses cargos pela primeira vez na história do país. Simonetta, de 50 anos, ganhou fama como defensora dos direitos dos consumidores no país.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2010 | 10h17

Também foi aprovado pelo Parlamento o nome do empresário Johann Schneider-Ammann, de 58 anos, que defende a desvalorização do franco suíço para beneficiar os exportadores locais. Schneider-Ammann e Simonetta sucedem o ministro das Finanças, Hans-Rudolf Merz, e do Transportes, Moritz Leuenberger, que deixaram seus cargos. Ainda não foi definido, porém, se os novos membros assumirão essas mesmas funções ou outras.

A eleição de dois nomes de diferentes origens - Schneider-Amman é membro do Partido FDP, que defende o setor empresarial, e Simonetta é do Partido Socialista - é algo comum na Suíça. O gabinete de governo suíço costuma reunir membros de vários pontos do espectro político. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SUiçagovernomulheresmaioria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.