REUTERS/Esam Omran Al-Fetori
REUTERS/Esam Omran Al-Fetori

Governo da União Nacional na Líbia aceita cessar-fogo contra forças de Haftar

Rival do governo, o marechal Jalifa Haftar também aceitou dar uma trégua nos combates

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2020 | 04h23

LÍBIA - O governo da União Nacional da Líbia (GNA) aceitou neste domingo, 12, o cessar-fogo solicitado pela Rússia e Turquia, horas depois de seu rival, o marechal Jalifa Haftar, que controla o leste do país, também ter aceitado essa trégua após meses de combates.

Em uma declaração, o líder do GNA, Fayez al Sarraj, anunciou um cessar-fogo "a partir da meia-noite de domingo" (horário local), mas enfatizou o "direito legítimo" de suas forças de "responder a qualquer ataque ou agressão do lado oposto". /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Líbia [África]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.