Alan Santos/PR
Alan Santos/PR

Governo das Filipinas ordena o retorno de embaixadora no Brasil que agrediu empregada doméstica

Agressões foram flagradas por câmeras de segurança e as imagens foram divulgadas pelo programa Fantástico, da TV Globo

Vinícius Valfré, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2020 | 20h24

BRASÍLIA  - O governo das Filipinas determinou o imediato retorno da embaixadora do país no Brasil, Marichu Mauro, após a diplomata ser flagrada cometendo agressões contra uma empregada doméstica compatriota na residência diplomática, em Brasília.

A informação foi publicada pelo chefe da diplomacia filipina, Teddy Locsin Jr, no Twitter. "A embaixadora das Filipinas no Brasil foi chamada de volta imediatamente para explicar os maus-tratos à sua equipe de serviço", escreveu. 

As agressões foram flagradas por câmeras de segurança e as imagens foram divulgadas pelo programa Fantástico, da TV Globo, no domingo, 25. De acordo com relatos feitos ao programa por funcionários com acesso às gravações, a violência era frequente.

O rito de apresentação das credenciais de Marichu Mauro ao presidente do Brasil ocorreu em 25 de abril de 2018, quando Michel Temer era o ocupante do Palácio do Planalto. Como embaixadora no Brasil, ela também é responsável pelas relações das Filipinas com Colômbia, Guiana, Suriname e Venezuela.

Em um comunicado divulgado nesta segunda, o Departamento de Relações Exteriores (DFA, na sigla em inglês) das Filipinas informou que a empregada voltou ao país no dia 21 e está recebendo cuidados do governo. "O DFA garante ao público que uma investigação completa será conduzida", frisou o comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.