AP/Luca Bruno
AP/Luca Bruno

Governo de Corleone, cidade do 'Poderoso Chefão', é dissolvido por infiltração da máfia

Outras três cidades do sul da Itália também tiveram suas administrações destituídas

O Estado de S.Paulo

10 Agosto 2016 | 20h29

ROMA - O governo da Itália dissolveu nesta quarta-feira a administração municipal de Corleone, a cidade na Sicília conhecida ao redor do mundo como reduto da máfia.

A administração de Corleone, que significa “coração do leão” em dialeto, e três outros governos locais no sul da Itália foram desmantelados pelo primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, num sinal de que o país ainda luta com o crime organizado no século 21.

Corleone é a cidade do filme O Poderoso Chefão, de Mario Puzo, e também lugar real de nascimento de Bernardo Provenzano e Salvatore 'Totó' Riina, dois chefes da máfia que tomaram o controle da Cosa Nostra, da Sicília, nos anos 80, após uma guerra sangrenta de gangues que, segundo estimativas de alguns historiadores, deixou mil mortos.

Riina e Provenzano, chamados de “As Bestas” por conta da sua violência brutal, foram perseguidos e presos e condenados à perpétua. Provenzano morreu aos 83 anos no mês passado, enquanto Riina, com 85 anos, permanece em prisão de alta segurança.

De 1991 a junho deste ano, 212 governos municipais foram dissolvidos na Itália em razão da infiltração da máfia. Esta é a primeira vez que a administração de Corleone foi dissolvida.  / REUTERS

 

Mais conteúdo sobre:
ItáliaMatteo RenziMario Puzo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.