Governo de facto convida OEA para voltar a Honduras

O governo de facto de Honduras convidou de volta ao país os membros de uma missão de mediadores da Organização dos Estados Americanos (OEA) expulsa um dia antes. O anúncio foi feito ontem, horas depois de o governo interino, que assumiu após um golpe militar aplicado em junho, ter prometido abrandar "em breve" as restrições às liberdades civis impostas no país centro-americano.

AE, Agencia Estado

29 de setembro de 2009 | 11h49

Por meio de nota, a chancelaria hondurenha informou que tinha "o prazer de convidar a comissão avançada da OEA a visitar Honduras a partir de sexta-feira, 2 de outubro". Ontem à noite terminou sem consenso uma reunião da OEA sobre a crise em Honduras. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HondurascriseOEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.