Governo de Honduras suspende toque de recolher

O governo de facto de Honduras suspendeu um toque de recolher imposto desde segunda-feira, dia da volta do presidente deposto Manuel Zelaya ao país. Em comunicado, a administração afirma que a restrição à circulação deixa de valer a partir das 6 horas (hora local, 9 horas de Brasília) de hoje. A informação foi divulgada por emissoras de televisão e rádio, citando o comunicado oficial. O texto afirma que o Exército e a polícia garantirão "a ordem e a segurança".

GABRIEL BUENO, Agencia Estado

24 de setembro de 2009 | 08h50

O jornal hondurenho La Prensa afirma que também serão reabertos os aeroportos do país hoje. Tropas cercam a Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde Zelaya está desde sua volta ao país. Pelo menos duas pessoas já morreram nos confrontos entre partidários do líder deposto e as forças oficiais desde segunda-feira. O governo, porém, nega que possa haver invasão da representação diplomática do Brasil.

Deposto em 28 de junho, Zelaya foi expulso de seu país. Em seu lugar assumiu Roberto Micheletti, presidente do Congresso, em um novo governo que não obteve reconhecimento internacional. As iniciativas para conciliação até o momento não tiveram sucesso. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Hondurasgolpetoque de recolher

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.