Governo de Malta cai; eleições são marcadas para março

O primeiro-ministro de Malta, Lawrence Gonzi, cujo governo foi derrotado na votação do orçamento, disse nesta terça-feira que uma nova eleição nacional será realizada em 9 de março do ano que vem.

AE, Agência Estado

11 de dezembro de 2012 | 09h21

A maioria do governo no Parlamento, que era de apenas uma cadeira, caiu na noite de segunda-feira quando um legislador do governo votou contra a proposta de orçamento para 2013. A rejeição ao orçamento significa que os cortes de impostos propostos pelo governo não serão implementados.

Gonzi, líder do Partido Nacionalista, disse que pediu ao chefe de Estado, o presidente George Abela, que dissolva o Parlamento em 7 de janeiro. Ele entrou num acordo com o Partido Trabalhista, de oposição, para esperar as comemorações do Natal e do Ano Novo antes de dar início à campanha eleitoral. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Maltaeleiçõesquedagoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.