Governo de Mianmar anuncia anistia para 7.114 prisioneiros

Detentos foram soltos por bom comportamento; não há informações sobre presos políticos entre os libertados

Agência Estado e Associated Press,

17 de setembro de 2009 | 11h45

A junta militar que controla Mianmar concedeu anistia para 7.114 condenados em prisões por todo o país. Não estava ainda claro, porém, se havia presos políticos entre os beneficiados.

 

A emissora de televisão estatal informou nesta quinta-feira, 17, que os presos teriam sido soltos por bom comportamento e razões humanitárias. Não foram identificados os detentos, mas em anistias anteriores havia também presos políticos.

 

As Nações Unidas e grupos independentes de direitos humanos estimam que o regime militar mantenha mais de 2.200 presos políticos. O governo de Mianmar, porém, argumenta que apenas mantém detentos condenados por crimes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.