Governo diz que ataque teve apoio externo

Estrangeiros estariam diretamente envolvidos na explosão de um carro-bomba no sábado, em Damasco, próximo de um complexo militar. A denúncia é da rede de TV síria controlada pelo governo do presidente Bashar Assad. Ninguém assumiu a autoria do ataque, que matou 17 pessoas e feriu 14 - o mais mortífero registrado na Síria em décadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.