Governo do Iêmen bombardeia área tribal

Tribos contrárias ao governo localizadas ao norte da capital do Iêmen, Sanaa, foram atacadas hoje por aviões e artilharia do governo. Pelo menos três pessoas morreram, informou o líder tribal xeque Ali Youssef, da tribo Naham.

AE, Agência Estado

28 de junho de 2011 | 18h19

Segundo ele, as forças da Guarda Republicana, que são comandadas pelo filho do presidente Ali Abdullah Saleh, começaram ontem a bombardear as vilas na área montanhosa de Naham, a 30 quilômetros ao norte de Sanaa, e mantiveram os ataques hoje. De acordo com Youssef, pelo menos três pessoas morreram, 48 casas ficaram destruídas e centenas de pessoas deixaram suas casas por causa do ataque.

Confrontos entre forças do governo e tribos contrárias a Saleh têm ocorrido na região montanhosa de Naham desde o início do levante, em meados de fevereiro. Os integrantes das tribos têm evitado que as tropas do governo entrem na capital. Também hoje, o Ministério da Defesa disse que as forças do governo mataram nove supostos integrantes da Al-Qaeda em confrontos em Zinjibar, a capital da província de Abyan, no sul do Iêmen.

Uma delegação da Organização das Nações Unidas (ONU) chegou hoje ao Iêmen e se reuniu com o presidente interino Abed Rabbo Mansour Hadi, que é vice de Saleh. A delegação vai investigar violações aos direitos humanos cometidas no país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iêmenbombardeioárea tribal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.