Governo do Japão diz que radioatividade subiu no mar

Os níveis de radioatividade voltaram a subir na água do mar nas proximidades da central nuclear de Fukushima, no norte do Japão, informou hoje o governo do país. O anúncio surge após a ocorrência de um tremor secundário com magnitude de 5,9 graus numa região ao norte de Tóquio, capital do país. Não houve relatos de danos, nem risco de um novo tsunami.

AE, Agência Estado

16 de abril de 2011 | 11h22

Foi detectado no mar japonês nível de iodo radioativo 6,5 mil vezes superior ao limite legal, segundo amostra recolhida na sexta-feira, disse o governo. Uma amostra do dia anterior de iodo-131 indicava uma concentração 1,1 mil vezes acima do normal. Já os níveis de césio-134 e césio-137 praticamente quadruplicaram.

Apesar do aumento na radioatividade, os níveis atuais continuam bem abaixo daqueles registrados no começo do mês, segundo autoridades locais. A usina de Fukushima tem apresentado problemas de vazamento radioativo desde o terremoto e o tsunami que atingiram o Japão em 11 de março. O país também vem registrando uma série de abalos secundários desde então. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.