Governo do México suspende aulas e fiscaliza aeroportos

O Governo do México está tomando medidas para tentar conter a epidemia de gripe suína, que já deixou 20 mortos. O Mistério da Saúde admite, porém, que o número pode chegar a 81. Os colégios da capital do país e do Estado do México ficarão fechados até o dia 6 de maio. Há uma preocupação especial com a Cidade do México - que tem uma população de aproximadamente 20 milhões de habitantes.

ROBERTO CARLOS DOS SANTOS (AE/AP), Agencia Estado

26 de abril de 2009 | 05h14

Eventos esportivos e artísticos foram cancelados neste domingo, para evitar a possibilidade de o vírus se espalhar em grandes concentrações de pessoas. O Arcebispado da Cidade do México também anunciou a suspensão de todas as missas na capital.

Soldados e equipes de profissionais da saúde estão patrulhando aeroportos e estações de ônibus, em busca de pessoas que tenham os sintomas da gripe - entre eles enjoo, náuseas, febre, dores no corpo e diarreia. Autoridades de saúde dos EUA estão vigiando de perto os casos de gripe suína detectados em três Estados americanos e acompanhando as pessoas que recentemente estiveram no país vizinho.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicogripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.