Governo do Nepal cede a protestos e reduz preço do petróleo

O Governo do Nepal reduziu os preços do petróleo, que tinham subido entre 10% e 25% na última sexta-feira, após as manifestações de protesto dos dois últimos dias, informou nesta segunda-feira a imprensa local.Segundo a rádio estatal do Nepal, a decisão foi tomada durante uma reunião de urgência do gabinete, que estuda um novo preço para o petróleo, o diesel e o querosene, que sofreram aumento por causa do encarecimento mundial.Nos dois últimos dias, foram organizados protestos em várias partes do país, com participação de grupos estudantis filiados a diferentes partidos políticos, além de um grande número de descontentes pela lentidão no avanço do processo de paz entre o Governo e a guerrilha maoísta.No domingo, em Katmandu, os manifestantes bloquearam as principais vias de entrada e saída da cidade, apedrejaram veículos e incendiaram pneus. Os colégios da capital, assim como alguns escritórios e lojas, permaneceram fechados.Além disso, foram registrados enfrentamentos entre manifestantes e a Polícia local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.