AP
AP

Governo do Níger extradita um dos filhos de Kadafi para a Líbia

Saadi Kadafi, ex-dirigente esportivo e jogador de futebol frustrado, não é procurado pelo TPI

O Estado de S. Paulo,

06 de março de 2014 | 12h43

O Níger extraditou um filho do falecido ditador líbio Muamar Kadafi, Saadi, que já chegou a Trípoli e foi levado para uma prisão, disse o governo líbio na quinta-feira.

O país do norte da África vinha solicitando a extradição de Saadi, que fugiu para o vizinho Níger após a derrubada de kadafi, ocorrida em 2011, numa guerra civil em que a oposição interna teve apoio da Otan.

"O governo líbio recebeu hoje Saadi Kadafi, e ele chegou a Trípoli", disse nota divulgada pelo gabinete do primeiro-ministro Ali Zeidan.

Saadi, um dos sete filhos de Kadafi, fez carreira como empresário e jogador de futebol, e não é procurado pelo Tribunal Penal Internacional -ao contrário do que acontece com seu irmão Saif al-Islam, que está preso por uma milícia no oeste da Líbia.

Mas a Líbia -que agradeceu a cooperação nigerina no caso - quer julgá-lo por apropriação indébita e por intimidação armada na época em que presidia a Federação Líbia de Futebol.  / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaNíger

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.