Governo do Sri Lanka mata líder do Tigres do Tâmil

Tendência é de o movimento enfraquecer após morte de um dos últimos dirigentes

Associated Press

12 de março de 2009 | 05h03

O governo do Sri Lanka atacou o território do grupo separatista do país Tigres do Tâmil e matou um dos líderes dos insurgentes, informaram militares.   A morte de Sabaratnam Selvathurai nesta quarta-feira, 12, deve enfraquecer o movimento, após 25 anos de guerra civil. Selvathurai é considerado o último rebelde forte no norte.   O comunicado da morte veio um dia depois que um suicida matou 14 pessoas com uma bomba e feriu gravemente um ministro no sul.   Selvathurai estava no comando das finanças do grupo. Outro líder de cunho político, S.P. Tamilselvan, foi morto em 2007 em um ataque aéreo.   Os rebeldes não foram procurados para comentar o caso. Isso não é possível porque os repórteres são barrados na Zona de Guerra.   O grupo Tigres do Tâmil luta desde 1983 pela independência do estado para a minoria tâmil, que sofre há décadas à margem dos governos dominados pela maioria cingalesa. Mais de 70 mil pessoas foram mortas no conflito.

Tudo o que sabemos sobre:
Sri LankaTigres do Tâmil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.