Governo do Sri Lanka rejeita trégua

O governo cingalês manteve ontem a ofensiva militar contra os rebeldes do grupo Tigres de Libertação do Eelam Tâmil, no nordeste do Sri Lanka, apesar da crescente pressão da ONU e de diversos governos ocidentais por um cessar-fogo imediato.Ontem, as equipes médicas que ainda trabalhavam no único hospital na área dos combates abandonaram o prédio, deixando 400 pacientes sem tratamento.O hospital, improvisado em uma escola, foi atacado quatro vezes só este mês. No último incidente, cem pessoas morreram, parte do prédio foi destruída e ambulâncias foram queimadas.O governo lançou uma ampla ofensiva contra os tigres tâmeis, que há 25 anos iniciaram sua luta pela criação de um Estado no nordeste do Sri Lanka. Mas milhares de civis estão presos no fogo cruzado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.