Governo dos EUA propõe adiar inscrição no Obamacare

A administração de Barack Obama está planejando adiar o período pelo qual os norte-americanos podem se inscrever para os novos planos de saúde do Obamacare para 15 de novembro de 2014, de 15 de outubro do próximo ano.

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2013 | 05h45

A proposta foi elaborada por uma autoridade do Departamento de Saúde e de Serviços Humanos. As pessoas terão até 15 de janeiro de 2015, em vez de 7 de dezembro de 2014, para completar o processo.

O Departamento disse que a intenção desse adiamento é garantir às seguradoras "o benefício de mais tempo para avaliar as experiências durante 2014 e permitir que eles levem em conta as pessoas que podem contratar os planos mais tarde, incluindo jovens adultos, antes de estabelecer as taxas em 2015".

As seguradoras normalmente preparam as taxas na primavera (do hemisfério norte) para planos que irão entrar em vigor no ano seguinte. Números preliminares da primeira etapa surpreenderam as seguradoras, que estão nervosas sobre o tipo de risco que enfrentarão após o primeiro período de inscrição terminar. Isso poderá levar as seguradoras a se tornarem mais cautelosas e propor prêmios maiores para 2015.

A medida não afetaria o atual período aberto para se candidatar ao programa, que se iniciou em 1º de outubro e que irá até 31 de março. A mudança garantiria aos estados e ao site do governo federal mais tempo para preparar os sistemas para o próximo período para as pessoas se candidatarem.

Com o novo prazo, democratas não terão que enfrentar a disputa eleitoral do próximo ano ao mesmo tempo que o processo de cadastramento no Obamacare estiver ocorrendo. Recentes problemas com o site federal Healthcare.gov e queixas de algumas pessoas que estão pagando taxas mais altas por seguro individual, entre outras questões, preocuparam os democratas, inclusive com alguns senadores do partido criticando publicamente a lei da reforma da saúde.

Um atraso no programa para 2015 também traria fatores negativos aos objetivos do governo. Brian Haile, vice-presidente sênior para a política de saúde no Jackson Hewitt Tax Service, disse que qualquer período de inscrição em aberto que coincidisse com a temporada de feriados poderia incorrer no risco de não atingir alguns consumidores de baixa renda. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamacareinscrição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.