Governo dos EUA se recusa a quebrar patente de remédio

O governo dos Estados Unidos recusou-se a quebrar as patentes do remédio Norvir, usado contra a aids, efetivamente autorizando um aumento de 400% no preço da droga para o mercado interno dos EUA. Grupos de pacientes e alguns membros do Congresso pediram que o Instituto Nacional de Saúde (NIH, na sigla em inglês) tomasse a medida, inédita, argumentando que o Norvir foi desenvolvido, em parte, com subsídios pagos pelo governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.