EFE/ORLANDO BARRIA
EFE/ORLANDO BARRIA

Governo e Farc anunciam acordo para busca de desaparecidos durante conflito

Em uma reunião surpresa em Havana, seus representantes anunciaram ter chegado a dois acordos que visam 'aliviar o sofrimento das famílias das pessoas desaparecidas e, assim, contribuir para a satisfação dos seus direitos'

O Estado de S. Paulo

18 Outubro 2015 | 20h08

HAVANA - O governo da Colômbia e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram no um acordo para a busca, localização e entrega de pessoas dadas como desaparecidas no conflito armado de mais de meio século, depois de fortes contradições acerca do pacto sobre justiça nas negociações de paz.

Em uma reunião surpresa em Havana, o governo colombiano e a guerrilha anunciaram ter chegado a dois acordos que visam "aliviar o sofrimento das famílias das pessoas desaparecidas e, assim, contribuir para a satisfação dos seus direitos".

A promotoria da Colômbia estima que 52 mil pessoas desapareceram no país como resultado do confronto, embora algumas organizações de direitos humanos falem em números diferentes.

Após longas horas de negociações no sábado, em Havana, os dois lados disseram em uma nota conjunta que também concordaram em criar "uma unidade especializada para a busca de pessoas dadas por desaparecidas" durante o conflito armado.

O governo colombiano e as Farc também concordaram em fornecer ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha informações que disponham "e facilitar a implementação de planos especiais humanitários".

As negociações de paz entre o governo colombiano e as Farc ocorrem há quase três anos para pôr fim a um conflito que deixou mais de 220 mil mortos. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.