Governo e FARC estudam trégua de seis meses

O governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) tentarão buscar uma trégua bilateral de seis meses, neste que seria um primeiro passo para consolidar o processo de paz. O anúncio foi feito na chamada "zona desmilitarizada" por Vladimiro Naranjo, membro da Comissão de Notáveis encarregada de assessorar o governo nas negociações de paz. Segundo ele, as conversações com as Farc "caminham bem". De acordo com fontes do governo, esta é a primeira vez que as Farc aceitaram abordar o tema de uma trégua de seis meses - que seria prorrogada à medida que avançar o processo de negociação rumo a um acordo final de paz. A proposta de uma trégua bilateral acontece justamente quando o governo estuda a prorrogação da vigência da zona desmilitarizada, prevista para terminar em 9 de outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.