Governo e índios fazem acordo no Equador

O presidente equatoriano Gustavo Noboa e o líder indígena Antonio Vargas trocaram apertos de mão hoje, após assinarem um acordo para pôr fim a nove dias de um levante nacional decretado pelos indígenas, e que deixou quatro mortos e vários feridos. O acordo, assinado em uma cerimônia no Palácio do Governo equatoriano, revoga um aumento no preço do gás doméstico que vigorava desde dezembro, e congela por um ano o preço da gasolina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.