Governo e oposição da Síria retomam negociações

O governo e a oposição síria retomam as conversas para colocar fim à guerra civil no país. As negociações deste domingo incluem apoio humanitário às cidades sitiadas e troca de prisioneiros.

Agência Estado

26 de janeiro de 2014 | 11h00

É o terceiro dia de conversas em Genebra. A delegação do presidente Bashar Assad criticou a utilidade das negociações e reclamou que as principais questões têm sido evitadas. O mediador das Nações Unidas, Lakhdar Brahimi, falou que o tópico mais polêmico, um possível governo de transição, não será solucionado até, no mínimo, segunda-feira.

A oposição, apoiada pelo Ocidente e formada, basicamente, por exilados sírios, diz que Assad perdeu a legitimidade e não pode mais liderar o país após uma série de protestos e conflitos nos últimos três anos. Por outro lado, o governo alega que a rebelião está repleta de terroristas e que Assad é o único capaz de colocar fim a guerra, que já matou cerca de 130 mil pessoas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaconflitonegociação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.