Governo e oposição do Bahrein iniciam conversações

Um integrante da oposição bareinita disse que conversações de reconciliação entre a monarquia sunita e opositores xiitas tiveram início, após meses de protestos contra o governo e a dura repressão no país. Washington tem estimulado o diálogo no Bahrein, país que abriga a 5.ª Frota Naval dos Estados Unidos. A fonte, que falou em condição de anonimato, pois não está autorizada a falar com meios de comunicação, confirmou que as negociações tiveram início hoje em Manama, capital do Bahrein.

AE, Agência Estado

05 de julho de 2011 | 13h44

A monarquia sunita fez concessões simbólicas antes das conversações, dentre elas a permissão para uma investigação internacional sobre a condução das forças de segurança durante o levante, que deixou 32 mortos. O principal partido xiita do Bahrein, o Al Wefaq, entrou com relutância nas conversações com o governo, já que centenas de manifestantes continuam presos. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.