Governo e rebeldes discutem retorno de refugiados ao Sri Lanka

Com as expectativas de paz atingindo o ápice, funcionários do governo do Sri Lanka e representantes do Exército de Libertação dos Tigres do Tamil Eelam reuniram-se nesta terça-feira para discutir o retorno ao país de aproximadamente 66.000 refugiados tâmeis que vivem em campos na vizinha Índia, disse um ministo do governo.Cerca de 700.000 tâmeis abandonaram o país após um conflitoétnico em 1983, no qual 2.000 tâmeis morreram, estimam grupos de defesa dos direitos humanos. Aproximadamente 600.000espalharam-se pelo mundo enquanto 100.000 ficaram na Índia.Um acordo de cessar-fogo negociado pela Noruega e assinado emfevereiro último interrompeu o conflito e ofereceu a melhorchance para um acordo de paz desde o inídio da insurgência tâmil há 19 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.