Governo e rebeldes do Sudão assinam cessar-fogo

O governo e os rebeldes do Sudão assinaram neste sábado, na Suíça, um acordo de cessar-fogo para a disputada região das Montanhas Nuba, localizadas no sul do país africano. O acordo, que será renovado a cada seis meses, convoca o fim das hostilidades dentro de 72 horas. Uma unidade internacional, formada por representantes civis e militares da Europa e dos Estados Unidos, supervisionará a implementação do cessar-fogo. O acordo foi alcançado com a mediação da Suíça e dos Estados Unidos, no complexo alpino de Buergenstock, próximo ao Lago Lucerna. "Hoje é um dia importante para a população das Montanhas Nuba e, oxalá, um dia importante para o Sudão", disse Josef Bucher, chefe suíço da equipe de negociadores. Nutris Siddig, chefe da representação do governo sudanês, e Abdal Azoz Adam El Hilu, líder da delegação do rebelde Exército para a Libertação do Povo Sudanês, assinaram as cópias do acordo durante uma cerimônia e depois apertaram as mãos.

Agencia Estado,

19 Janeiro 2002 | 16h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.